Pesquisar neste blogue

A carregar...

quarta-feira, 30 de março de 2011

Militar homossexual e negro é vitima de racismo policial no Rio Grande do Sul


O baiano Helder Santos , é um militar homosexual e de raça negra , que trabalhava na prefeitura da cidade Jaguarão , situada no Sul do Rio Grande do Sul . Antes do Carnaval , no dia 5 de Fevereiro , Helder e os seus amigos foram abordados por um acção da Brigada Militar que durante a abordagem agrediu um dos colegas de Helder e o chamou de negro. Helder chamou racista aos policias, onde de seguida apanhou com um cassetete, foi algemado e preso, por desacatos ás autoridades. " Quando eu me virei para o lado, estavam dois policias a agredir um amigo nosso. De seguida outro policia mandou-me virar para a parede, dizendo: - " Olha para a parede negão ". Eu virei-me em direcção do meu amigo, quando o policia me voltou a chamar de negão. Nesse momento eu perguntei-lhe o porque de ele falar comigo daquela forma, porque ele também era negro. Logo de seguida, mandou-me algemar e bateu-me com um cassetete no ombro e na barriga", contou Helder á imprensa.

Sem comentários:

Enviar um comentário